PR DESAUTORIZA DIRETÓRIO BAIANO A APOIAR O PT

O prestígio e a vontade própria do ministro dos Transportes, César Borges, parecem não ser suficientes para que o PR declare apoio ao pré-candidato do PT ao governo da Bahia, deputado federal Rui Costa.

 

A comissão executiva nacional do partido decidiu pela “não homologar” e “desautorizar” as propostas de alianças projetadas pelo diretório estadual sobre as eleições de outubro próximo.

 

“As opções de coligações apresentadas na proposta não atendem aos interesses do PR, contrariando assim as diretrizes estabelecidas pela agremiação para os estados da federação, sendo as mesmas passíveis de nulidade”, diz o documento, conforme publicação do site Bahia Notícias.

 

Documento é assinado pelo secretário-geral do PR, Antônio Carlos Rodrigues, e endereçado ao presidente do partido na Bahia, deputado federal José Rocha, que, embora não concorde, já admite possibilidade de apoiar Paulo Souto (DEM).

 

De carlista de carteirinha, o ex-governador e ex-senador pelo antigo PFL (hoje DEM) César Borges é, agora, defensor de primeira hora da presidente Dilma Rousseff e do governador Jaques Wagner.

 

Não custa lembrar, há menos de três anos o PR era oposição ao governo Wagner na Assembleia, inclusive com o deputado Reinaldo Braga como líder da bancada.

 

Mas César decidiu seguir alinhamento que o partido tem em nível nacional com o PT quando foi indicado por Wagner para um cargo no governo federal, pedido que Dilma atendeu com o posto de vice-presidente de Governo do Banco do Brasil.

 

A relação evoluiu, o PR passou para a base de Wagner e César foi elevado ao cargo de ministro.

 

Nos bastidores, informação é de que maioria das lideranças do partido no interior querem ir de Souto.    

Fonte: B.247

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS