Projeto de chip em uniforme é desativado após apresentar problemas

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Com a finalidade de informar os pais sobre frequência de alunos, projeto implantado em 25 escolas municipais de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, em março de 2012, está sendo desativado após funcionar somente por alguns meses. Através de um sensor instalado na porta dos colégios, o chip, que ficava nas mangas dos uniformes dos estudantes, era identificado. Assim que os alunos entrassem nas unidades de ensino os pais deles receberiam no celular, através de uma mensagem, a informação exata do momento em que eles chegaram ou deixaram as escolas. Mas, egundo pais e estudantes, a iniciativa não teve sucesso. “O chip não funcionou, não registrou o número, nada. Nunca recebi uma mensagem”, critica a dona de casa Ilca de Carvalho.

O custo para a implantação do projeto foi de R$ 1,3 milhão. Segundo o Ricardo Marques, secretário municipal de Educação, por causa dos problemas encontrados na implantação dos uniformes, a prefeitura não renovou o contrato com a empresa responsável pelo material.

Através de nota, a empresa responsável pela confecção dos fardamentos informou que o material das camisetas foi escolhido pela Secretaria de Educação do município. A organização afirma ainda que entregou cerca de 10% das camisas a mais do que estava previsto no contrato para que fosse feita a troca imediata caso houvesse algum problema.

Fonte: Redação

OUTRAS NOTÍCIAS