Tempo - Tutiempo.net

Técnicos fazem vistoria no Centro de Convenções em Salvador após desabamento

Técnicos da Secretaria de Turismo (Setur), responsável pelas obras do Centro de Convenções da Bahia, no bairro do Stiep, em Salvador, fazem vistoria, desde o início da manhã deste sábado (24), após o desabamento de parte de um pavimento, na noite de sexta-feira (23). A análise deve avaliar as causas do desabamento e a retomada das obras no local. Ainda não há previsão de término da vistoria.

Com o desabamento, dois policiais do Batalhão de Policiamento Turístico, localizado no centro, ficaram levemente feridos. Uma policial chegou a passar mal, mas não teve ferimentos. O subcomandante do batalhão, Jaime Freitas, informou que os policiais foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e levados para o Hospital da Bahia. Eles já receberam alta e passam bem. No momento do acidente, só havia os três policiais no batalhão.

O centro estava interditado pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) e passava para obras de recuperação desde o ano passado.

Com custo previsto de R$ 5,3 milhões, a empresa Metro Engenharia e Consultoria Limitada executava as obras. Antes do desabamento, a previsão era de que as obras ficassem prontas para a realização do Congresso Internacional de Odontologia da Bahia (Cioba), em novembro.

Segundo o governo do estado, os trabalhos devem buscar a retomada das obras de recuperação do centro o mais rápido possível. O congresso pode ser tranferido para outro local a depender da conclusão das obras.

Os secretários do Turismo (Setur), José Alves, da Segurança Pública (SSP), Maurício Barbosa, e da Casa Civil, Bruno Dauster foram ao local para acompanhar o trabalho das equipes técnicas da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, coordenadas pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Francisco Teles.

De acordo com a Superintendência de Trânsito (Transalvador), a faixa da direita da Rua Simon Bolivar, em frente ao Centro de Convenções, está interditada desde a madrugada deste sábado (24).

O final de linha dos ônibus que era feito também em frente ao centro de Convenções foi para a saída da Octavio Mangabeira, a orla. A interdição não tem previsão de terminar.

Desabamento
Parte de um pavimento do Centro de Convenções, que fica no bairro do Stiep, emSalvador, desabou na noite desta sexta-feira (23). Segundo informações da Central de Polícia (Centel), o caso ocorreu pouco antes das 21h. Ainda não há informações sobre as causas do desabamento. Três pessoas ficaram levemente feridas.

Segundo a Centel, parte do primeiro piso desabou. Um morador ouvido pelo G1 relatou ter ouvido um grande estrondo. “Foi um estrondo enome e depois subiu muita poeira. Não sabemos o que realmente ocorreu. Só estamos vendo os bombeiros chegarem”, disse o morador Roberto Leal Neto.

O administrador de empresas Cláudio Portinoi, que também é morador da região, relatou que o barulho assustou os moradores da região. “Foi um barulho foi ensurdecedor, parecia terremoto. Um susto muito grande”, destacou.

Ainda de acordo com a Central de Polícia, equipes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e do Salvar foram encaminhados para o local. A área foi isolada e, segundo a Defesa Civil, engenheiros fazem vistoria no prédio. Não se sabe ainda se há riscos de novos desabamentos.

O Centro de Convenções foi interditado pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) no dia 20 de maio de 2015, após a constatação da falta de projeto e equipamentos de incêndio e pânico, como também de manutenção predial.

Cljornal com informações do G1 BA

 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS