3 toneladas de carne são apreendidas no Centro de Abastecimento pelos órgãos sanitários de Feira

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A venda de carne transportada e acondicionada irregularmente foi alvo de uma ação executada no Centro de Abastecimento, na manhã desta sexta-feira, 27.

Três toneladas foram apreendidas em uma força-tarefa coordenada pelo Ministério Público Estadual, e que contou com a participação da Divisão de Vigilância Sanitária, Procon, Guarda Civil Municipal, ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia), e Polícia Militar.

A carne apreendida, que estava à venda nos balcões dos boxes, foi levada para o Aterro Sanitário, onde será incinerada.

O veterinário da Divisa, Erivaldo Costa, explica que alimentos de origem animal comercializados clandestinamente representam sérios riscos a saúde de quem a consome.

O chefe de gabinete da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Georgeton Rios, lembrou que em 2001 os comerciantes de carne do entreposto comercial assinaram um Termo de Ajustamento de Conduto no qual se comprometeram a adequar as instalações para o correto acondicionamento do produto.

O promotor público Sávio Damasceno destacou a preocupação do Ministério Público com a saúde pública.

Na oportunidade foi marcada uma reunião com os comerciantes na sede do Ministério Público Estadual, na próxima quinta-feira, 3.

Damasceno informou ainda que em novembro será realizada uma audiência pública para debater o tema.  

Fonte: Secom/Redação

OUTRAS NOTÍCIAS