Tempo - Tutiempo.net

Colbert e sua busca incessante por holofotes/Carlos Lima

A busca é a única salvação

Procurando holofotes, para iluminar sua presença na prefeitura de Feira de Santana, por causa de uma administração obscura, nebulosa e sob mais variadas suspeitas de praticas ilegais, (conforme comentários) além da reconhecida incompetências na gestão pública, o prefeito Colbert Filho procura distorcer o foco de sua incapacidade e lerdice administrativa, formulando denúncias e  criticas ao governo do Estado, alegando que os níveis de violência na cidade estão ficando intoleráveis.

Será inveja?

A situação de perseguição e a falta de consenso e reconhecimento diluiu a bancada de apoio ao seu governo na Câmara Municipal. Após 20 anos de maioria expressiva, hoje possui minoria absoluta e bancada considerada de “baixo clero”.

Em duas décadas não se viu ou ouviu nenhum vereador, da Tribuna da Câmara se dirigir ao prefeito de forma tão agressiva, como aconteceu recentemente com o vereador Paulão:

 “O colega Ron chegou a derramar lágrimas por causa de um homem mal. Um homem perverso, desumano, sem alma que eu quero caracterizá-lo como a outra face do mal e seu alto poder de destruição. Eu coloco isso a esse prefeito ingrato, a esse prefeito que tem agido de forma maléfica para com Feira de Santana. Prefeito Colbert deixe de ser covarde, aprenda a administrar, seja homem, prefeito! Venha governar sua cidade, não venha perseguir a Câmara e essas pessoas de bem. Seu pai foi um exemplo de homem público e o que vimos na cidade é um prefeito vingador, perseguidor que nada faz”.

Continua:  “Aqui está a barragem de Jaguara quem lá vai para, não pode passar carro porque o prefeito não trabalha. O prefeito tinha levado o título de forma enganosa que vinha trabalhando em defesa da Covid, é mentira, é uma farsa”, “ontem foram 452 casos positivos de coronavírus, é uma mostra que não vem trabalhando no combate à pandemia.”

Bateu forte: “Tome vergonha, vá administrar a cidade, deixe de picuinha. A Câmara está lhe doando viaturas para que deixe de ficar de picuinha com o governador Rui Costa. O senhor não merece meu choro, o senhor traiu Jaguara. Quando o senhor chegava lá era recebido a ovos e na campanha foi recebido no colo. O senhor traiu Feira de Santana porque a cidade está destruída. José Ronaldo foi prefeito, existia oposição, mas José Ronaldo tinha 19”, declarou.

A infectologista Melissa Falcão, presidente do Comitê de Combate à Covid-19, em Feira, afirmou que: “Estamos no período crítico da pandemia. Esse vírus se supera a cada dia. Estamos com uma média de mil casos por mês. Essa tendência é de alta. Vimos aumento depois dos feriados, agora está vindo o Dia dos Namorados, que apesar de não ser feriado, as pessoas se juntam, então que os casais comemorem sem festa, sem nada que gere maior aglomeração. Temos que ficar atentos ao São João, nossa capacidade está excedida e não teremos como abrir mais vagas. Só aumentar UTI não vai resolver, o Hospital Clériston Andrade já aumentou e não tem mais como aumentar”.

Completou aconselhando o prefeito: “Reforçar medida de prevenção nas atividades diárias tanto profissionais quanto pessoais. Vejo relaxamento cada vez maior das empresas com medida de isolamento”

O fato comprova que a gestão de Colbert é completamente desastrosa e coloca a população em grande risco diante do aumento dos casos de Covid-19 e do número de  mortes.

O vereador Zé Curuca afirmou que: “Só estou sendo valorizado agora pelo presidente da Câmara, vereador Fernando Torres (PSD). Tenho três mandatos nessa Casa, sempre fui o vereador mais votado em Humildes, mas não sou valorizado pelo prefeito”.

Desabafou: “As obras que têm em Humildes, que eu corri atrás para conseguir, não levam o meu nome. Ganhei a eleição no primeiro turno e, no segundo, poderia ter cruzado os braços. Mas eu fui atrás de votos para eleger o prefeito. A gente partiu pra cima, eu e minha equipe, e Humildes foi o único distrito que reverteu a situação (da eleição para prefeito). Mas qual foi a primeira pancada que recebi de Colbert? Ele demitiu minha esposa, que era um cargo de administrativo; ela ganhava um salário mínimo, e isso deixou meu coração sangrando”,

O vereador Edvaldo Lima que faz parte da bancada minoritária do governo, demonstrou publicamente insatisfação com o tratamento que vem recebendo:

“Moro praticamente colado com a Policlínica do bairro Tomba onde estavam construindo o laboratório e outra área para ressonância que o prefeito foi inaugurar hoje. Ele não foi capaz de ligar para o vereador que mora colado com a Policlínica. Sou do partido do governo, dou sustentação aqui na Casa e o governo não foi capaz de me ligar para dizer que seria inaugurado no dia de hoje. E a população me ligou de lá”,

Completou afirmando: “Não sou oposição. Sou do partido do governo, do MDB. Se não estiver gostando do vereador Edvaldo Lima, me expulse do partido. Me mande embora do partido. Sem muita conversa. Olho na cara do homem nos olhos. Se ele não estiver gostando, ele tome as providências de me expulsar do partido. Aí eu irei buscar outra filiação em outro partido. Mas fazer uma inauguração no bairro que eu moro, do lado de minha casa e não fazer um convite ao um vereador do bairro e do mesmo partido?”

“Levei cinco mil votos para o partido e estou arrependido disso. Não vou sair. Prefiro que me expulsem”, concluiu.

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Filho, pode está levando o município a beira do precipício nessa pandemia, se pode deduzir que o caos não está muito distante.

As decisões de controle sobre a disseminação do vírus são inadequadas com a situação vivenciada no momento. O gestor abandonou o povo e abraçou a causa dos empresários.

O prefeito só é eficiente na perseguição política e na traição. Os fatos comprovam.

Carlos Lima

 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS