Defesa Civil interdita a Ponte do Rio Branco por falta de segurança

A Coordenação Municipal de Proteção e Defesa Civil procedeu a interdição da ponte sobre o Rio Branco, localizada no distrito de Jaguara. A iniciativa é uma medida de segurança em função do estado de ruínas em que se encontra o equipamento.

A interdição da ponte ocorreu após uma vistoria uma vistoria técnica. A engenheira civil de Segurança do Trabalho, Elenice Santana da Costa, observou durante a vistoria que a estrutura, correspondente na parte superior, isto é, tabuleiro da ponte, o vigamento principal e secundário que absorvem todas as cargas do tráfego e repassa à estrutura formada pelos arcos e pilares, estão totalmente comprometidas, necessitando ser reconstruída.

A vistoria ainda constatou que as infraestruturas das fundações estão necessitando de obras de recuperação.

Segundo o Departamento de Engenharia a proteção lateral, já não existe e toda ferragem está exposta e oxidada, o concreto em muitos pontos, também já não existe. Em toda estrutura se observa vários pontos de fissuras, representando o final da vida útil do equipamento.

Diante da situação, o documento de interdição foi assinado pelo coordenador municipal de Defesa Civil, Jorge Antônio Prudente da Silva Fraga.

A data do início reforma do equipamento não foi divulgada pela Prefeitura Municipal. No entanto a empresa responsável pelo serviço já foi escolhida através de licitação, que aconteceu no dia 9 desse mês. Aguarda-se a homologação, assinatura de contrato e a ordem de serviço será assassinada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho.    

Fonte: Redação cljornal com informações da Secom

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS