Tempo - Tutiempo.net

Em relação ao covid-19 Colbert faz um governo tipo vendinha de roça/por Carlos Lima

O desastre é eminente

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Filho afirmou, em entrevista, “chegamos  ao limite máximo”.

Pergunta-se: porque chegamos a esse ponto com reais perspectivas de agravamento?

Pode ser o reconhecimento do desprezível e irresponsável combate ao coronavírus por ele adotado, no município. Beneficiou apenas as  condições de lucro de grande parte da classe empresarial da cidade.

Não levou em consideração que sua leniência poderia agravar a situação, quando na realidade deveria ter um planejamento mais rígido, altamente necessária ao combate da pandemia. Teria evitado, no mínimo, mais de 50% das mortes registradas, eliminado qualquer possibilidade de agravamento.

Bastava um escalonamento sobre o funcionamento do comércio e do transporte coletivo, incluindo os alternativos que circulam com mais de 25 pessoas e capacidade máxima de 12.

Resolveu prolongar o sofrimento e criar facilidades para a morte.

Quantas pessoas infectadas com o covid-19, sem saberem que estão contaminadas, ou até mesmas assintomáticas, estão contaminando outras, nesse exato momento.

O único transporte seguro em Feira de Santana é o falido BRT, quando estão circulando não transportam mais de 10 passageiros. Não é por vontade própria, não tem quem queira utilizá-lo, não vai a lugar nenhum. É o único que combate o coronavírus corretamente…

Não adianta jogar a culpa no povo. Dizendo que não usam máscaras, não mantêm o distanciamento social de dois metros, não higienizam as mãos e se aglomeram.

Com a educação que os governantes proporcionam ao povo queria o QUÊ?

O que diz o presidente da República sobre a pandemia?

O que dizem os seus asseclas ?

Por isso as medidas deveriam ser mais rígidas e a verdadeira situação ser levada ao conhecimento do povo de forma mais transparente.

A situação difícil que Colbert Filho reconhece hoje, foi patrocinada por ele. Se o desastre for maior a culpa também lhe cabe.

Como se não bastasse o descaso de políticos e governantes genocidas, que imbecilmente negam a existência e a letalidade do vírus, ainda devemos lembrar como Bolsonaro, aliado de Colbert, dizia, no início da pandemia, no Brasil, “o coronavírus é apenas uma gripezinha”, ou. “usar máscara é coisa de maricas”, ele também disse “o Brasil precisa deixar de ser um país de maricas”.

Quando será que Colbert, vai repetir essa frase se referindo a Feira de Santana?

O município de Feira de Santana, lamentavelmente, pela incompetência e protecionismo à classe empresarial, falta de respeito para com a saúde e a vida do seu povo, poderá enfrentar o seu pior desastre epidemiológico.

O prefeito parece fazer um governo zângano.

Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS