Feira ocupa a 20ª posição em carga tributária para o contribuinte

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Feira ocupa a 20ª posição entre os municípios brasileiros com mais de cem mil habitantes, cuja carga tributária é a menor. Levantamento foi realizado pelo Jornal Folha de São Paulo, com base em informações do Tesouro Nacional – os números são relativos a 2012, quando se constatou que Feira tinha a menor carga no estado – entre os municípios com a população citada.

 

Em Feira de Santana, a carga tributária per capta era R$ 174,17. É a menor entre os quatro municípios baianos que figuram na lista – a arrecadação em 2012 foi de R$ 98.944.721. O primeiro da lista é Camaçari, com R$ 579,60 (arrecadação de R$ 147.937,103); seguido de Salvador (R$ 1.308.586,077), e per capta de R$ 482,52 e Vitória da Conquista, com carga individual de R$ 182,52 (e arrecadação de R$ 57.654.046).

 

O município também se destaca no tocante ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), como um dos mais baixos do país. Entre os cem citados, Feira tem o 85º menor valor per capta cobrado, com R$ 26,62 – Camaçari cobra R$ 133,64; Salvador, R$ 98,06 e Vitória da Conquista, R$ 31,31. O levantamento feito pelo Tesouro Nacional ratifica as afirmações do secretário da Fazenda, Expedito Eloy, de que os feirenses pagam um dos menores valores do IPTU, isto em termos nacionais, entre municípios do seu porte.

 

Entre os 19 municípios que tem a carga tributária menor do que a de Feira, apenas São Gonçalo, que tem população de mais de um milhão de habitantes e Nova Iguaçu, com mais de 800 mil moradores, ambas no Rio de Janeiro, e Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco.

Fonte: Redação / Secom

OUTRAS NOTÍCIAS