Nunca um presidente da República cometeu tantos crimes como Bolsonaro/por Carlos Lima

Sites neonazistas crescem no Brasil

Não acredito que na história política do nosso país tenha existido um presidente da República que cometeu a quantidade de crimes praticados por Bolsonaro em pouco mais de dois anos de governo.

Essa constatação não é só da imprensa responsável, mas também de grandes juristas, fato que levou a bater o recorde de pedidos de impeachment, são 59 já entregues à Câmara Federal.

De forma explicita e pensada o “Bolsonaro” contribuiu para ampliar o índice de mortes provocadas pelo coronavírus no Brasil.

Suas atitudes refletem o comportamento de um sicário psicopata.

Nossas instituições estão aparvalhadas e continuam se não apoiando, mas permitindo que esse ser humano desqualificado continue destruindo uma nação de dimensões continentais.

Só podemos considerar que a degeneração e o apodrecimento dessas instituições é perigosamente um fato a ser consumado em pouco tempo.

Temos um câncer em fase terminal em todo o sistema constitucional. Médico/jurista de capacidade inquestionável já fez esse diagnóstico, se esse tresloucado continuar no poder.

A situação por si só, já permite de forma incontestável a abertura e o desenvolvimento dos pedidos de impeachment.

Se ainda não aconteceu é devido aos interesses pessoais ou a grupos golpistas que desejam ver a destruição do país para usufruir lucros e poder individuais ou de grupos fascistas e mafiosos.

Ao pesquisar os pedidos de impeachment duas delas me chamou à atenção: uma apresentada por vários presidentes de partidos políticos, parlamentares e juristas no mês de maio de 2020, a outra foi encaminhada por movimentos populares e também subscritas por juristas.

Estes dois pedidos contém elementos suficientes para comprovar os crimes dos atos praticados pelo presidente da República. No entanto foram descartados pelo ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia com certeza serão menosprezados pelo atual, o serviçal de Bolsonaro, Arthur Lira.

Com Bolsonaro no poder a cada dia a colonização do país é uma certeza e cada vez mais a vida do povo “vale menos que um peido”.

A atuação e os pronunciamentos irresponsáveis do presidente da República, são antagônicos e contraproducente ao esforço dos poucos organismos estatais que ainda tentam lutar pela defesa da saúde e da integridade da vida das pessoas.

O menosprezo à gravidade da emergência de saúde que o próprio governo federal decretou é uma realidade incontestável. Esse projeto de ser humano deve ser banido do poder o mais rápido possível.

É impossível acreditar que ainda exista pessoas que não conseguem enxergar a verdadeira face de Bolsonaro e pratique uma defesa desarrazoada desse ser humano fascista e neonazista.

Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS