Tempo - Tutiempo.net

O governo feirense é um órfão educado conforme os interesses da classe empresarial/Carlos Lima

Governo feirense, sinônimo do atraso

A questão incapacitante do prefeito de Feira de Santana continua sendo o ponto mais negativo para o avanço desenvolvimentista do município, em todos os seus aspectos econômicos e sociais.

Não se consegue identificar um ponto que apresente resultados compatíveis com a evolução de mais de duas décadas do século XXI.

Diante da inapetência e desorganização do governo Colbert Filho, o que sobressai são as manifestações de interesse da própria militância, visando satisfazer interesses pessoais e uma subordinação ao setor empresarial que permeia, segundo comentários, dos bastidores, a corrupção.

Embora, ainda, se mantenha nas especulações, nada pode ser descartado.

Muitas ações, desde o período eleitoral, levantam dúvidas quanto a lisura de todo o processo, inclusive com denúncias de distribuição de milhares de ‘Cestas Básicas’, praticamente às vésperas da votação  e acordo espúrio com representantes da IURD, conforme informações que circulam, amplamente. no meio evangélico por alguns dissidentes, ou aqueles não foram aquinhoados, após a vitória.

Destaque-se, também, o caos existente no Sistema de Transporte coletivo Regular, o sumidouro de dinheiro do inconcluso BRT e nas ameaças das empresas Rosa e São João, que ameaçam romperem de forma unilateral o contrato com o município.

O Meio Ambiente é um órfão que sobrevive homeopaticamente, educado conforme os interesses da classe empresarial.

A Rede Municipal de Saúde é aprendiz de “Cabral”, os recursos são desviados mais que as “Águas do Rio São Francisco”. Só uma Cooperativa de Saúde conseguiu levar mais de 100 milhões de reais.

Quando a Câmara Municipal tentou instalar uma CPI, o prefeito Colbert Filho afirmou que era coisa de oposição. Com a maioria no seu bolso, ou melhor na sua base de apoio, foi sepultada antes de nascer.

Perdendo a base de apoio, ficando apenas com 1/3 dos edis, declarou guerra ao legislativo, não perde oportunidade para desconstruir a oposição e desmoralizar a maioria dos representantes eleitos pelo povo.

A maioria do eleitor feirense vem sublinhando a crescente reprovação do atual governo de Colbert Filho. O prognóstico é que se houvesse uma nova eleição ele seria fragorosamente derrotado.

Sua última aventura fabulosa na política feirense, foi trair o seu mentor, o ato é digno de um poema épico. Até hoje quem traiu o Ex-prefeito José Ronaldo teve um crescimento de cenoura, alguém só consegue ver se desenterrar.

Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS