Tempo - Tutiempo.net

PANORAMA FEIRENSE/CARLOS LIMA

Em Feira de Santana a pavimentação quando chove, se dissolve como sorvete

Vereador Jurandy Carvalho alerta prefeito: ele não atende ninguém.

Vereador Jurandy possui relativa representatividade  no distrito de João Durval Carneiro, antigo Ipuaçu, b da Base de governo do prefeito Colbert, (o mecretefe) yeve que demonstrar sua insatisfação ao ter um ofício negado pelo inominado prefeito.

“Observem, uma simples solicitação, sem custo para o erário, para que agricultores pudessem usar o estacionamento da prefeitura para exposição de seus produtos foi negado”.

“Exposição de flores de outro estado utiliza o espaço quase todos os anos, além der outros. Mas, os agricultores do distrito João Durval, não.”

“O prefeito não tem bancada nem de oposição e nem de situação, porque não atende a ninguém, não atende os clamores da sociedade. Prefeito, comece a avaliar as pessoas que te cercam porque vão acabar com o seu governo”,

Já está acabado.

Vem ai o pedido do Impeachmernt do prefeito Colbert Filho

A intenção que se apresenta no momento, gerada pelo presidente do Legislativo feirense, vereador Fernando Torres (PSD) é de analisar pedidos de impeachment do para o prefeito Colbert Martins (MDB), com isso disparou um alarme no Governo Municipal.

Na realidade só a possibilidade de análise dos pedidos existentes, é um verdadeiro dispositivo de desqualificação administrativa e grande desgaste político.

A suposta tranquilidade expressa pelo inominável, surge pela ação do Rivotril. Medicamento que passou a usar constantemente, conforme comentários que circulam na cidade e no Paço Municipal.

O bolsonarista Magno Felzemburg candidato a dep. Federal é mais um (…)

Projeto é projeto, se acontece ou não, é outra coisa.

Magno Felzemburg deseja ser deputado federal pelo União Brasil, diz que possui uma carta na manga para impulsionar sua campanha eleitoral.

Sendo ele advogado não é para se duvidar. Mas a parceria formada deixa dúvidas. O ditado popular diz: quem anda com porcos, farelo come”.

Na última eleição obteve 15.428 votos ficando na primeira suplência, um milagre da proporcionalidade diante do coeficiente eleitoral.

Jhonatas Monteiro afirma que judicialização de emendas impositivas feitas por Colbert prejudica o povo

Afirmando tratar-se de uma mesquinha vingança feita contra os vereadores oposicionistas, Jhonatas Monteiro vereadoer pelo PSOL, lamentou que o prefeito Colbert Martins, (mecretefe), tenha judicializado emendas impositivas em prol do povo feirense.

Essa situação deve ser amplamente divulgada.

“O prefeito tem desconhecido toda regra, desde a mais básica. Há questões que precisam passar pela Câmara”, “citando que o gestor judicializou as emendas impositivas destinadas por vereadores para entidades, manutenção de vias e um conjunto de melhorias”.

O vereador Fernando Torres está na contramão da verdade sobre a Fundação Doutor Jesus

Em razão da denúncia realizada pela Globo, no seu programa intitulado “Fanstástico” sobre a atuação da Fundação Doutor Jesus, criada e administrada pelo deputado federal Sargento Isidório (Avante).

O presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador Fernando Torres, comentou a denúncia como injusta e destacou como necessário o trabalho desenvolvido no acolhimento e tratamento de dependentes químicos.

Na verdade, vereador, o tratamento realmente é necessário. Não naquelas condições.

Torres disse ainda se tratar “de uma injustiça com o deputado Sargento Isidório. Doeu em meu coração pois acompanhamos o trabalho, inclusive elogiando o governador Rui Costa por apoiar a entidade”.

Doeu? As condições dos internos ou a possibilidade de Isidório não receber mais financiamento do governo federal e do governo estadual?

Já o vereador Jhonatas Monteiro foi direto:

“Se tem denúncia tem que investigar, se não tem fundamento, tem que responsabilizar quem divulgou. Temos relatos há algum tempo de denúncias de maus tratos, há cerca de 10 anos. Não conheço o local, não estive lá quando foi feita a visita. É lamentável que o SUS não tenha uma política pública de auxílio a pessoas dependentes químicas”.

Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS