Suspenso atendimento para Bolsa Família

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O cadastro e recadastramento do programa social Bolsa Famíia, do Governo Federal, não está sendo realizado em Feira de Santana – assim como em todo o país – pelas famílias que procuraram a Secretaria de Desenvolvimento Social. Problema ocorreu no Sistema de Gestão do Programa, em Brasília, e ainda não há uma explicação ou prazo para que ele volte a funcionar.

O recadastramento é obrigatório a cada dois anos pelas famílias que recebem o benefício social. Não se sabe se haverá uma prorrogação no prazo por causa da falha no sistema, que resultou na suspensão do atendimento aos beneficiários ou pessoas que buscam a inserção no programa. Em Feira de Santana, o problema está sendo comunicado através de cartazes fixados na sede do programa, na rua Castro Alves.

Entretanto muitas pessoas ainda buscam o atendimento e formam filas no local. O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, afirma que a orientação é que as pessoas não compareçam à sede do programa enquanto o problema não for resolvido. “Muitas pessoas estão perdendo tempo e não há perspectiva para que o problema seja solucionado. Deve demorar mais de 20 dias ainda”, estimou.

As pessoas que vão à sede do Bolsa Família também têm sido orientadas pelas assistentes sociais. “O programa é gerenciado pelo Ministério de Desenvolvimento Social. Cada município tem sua inserção, mas a gestão do programa é federal. E em todo o país o sistema deu problema”, informa o secretário.

O Ministério de Desenvolvimento Social informou, através de nota, que o problema foi detectado na Versão 7 do Sistema de Cadastro Único e vem prejudicando o processo de autenticação de usuários. Informa ainda que a Caixa Econômica Federal já identificou o erro e vem trabalhando para a sua correção.

Em Feira de Santana mais de 80 mil famílias estão cadastradas no Número de Identificação Social (NIS). Dessas, 52 mil recebem os benefícios mensais do Bolsa Família. Mais seis mil deverão ser cadastradas no programa federal.

Fonte: Redação / Secom

OUTRAS NOTÍCIAS