Targino: Ronaldo não tem estatura para ser meu líder/por Carlos Lima

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
José Ronaldo, Targino Machado e Colbert Martins

“Estou estudando o que vou fazer. Deputado não pode ser neutro. Não tenho perfil pra ser liderado de Ronaldo, não reconheço estatura nem envergadura pra ele ser meu líder. Não sirvo pra ser apoiado por ele porque não sou Colbert que é uma múmia paralítica, um inerte, preguiçoso, rainha da Inglaterra hospedada em Feira. Aqui temos dois prefeitos: um que manda e outro que obedece”.

Afirmou o deputado Targino Machado justificando impossibilidade de ser candidato a prefeito do município.

Sabíamos antecipadamente que o DEM em Feira, comandado pelo ex-prefeito José Ronaldo, jamais cederia espaço político para o deputado estadual Targino Machado, do mesmo partido.

Nunca houve entendimento político entre ele e Ronaldo, sempre existiu um comportamento de adversários. Com a chegada de Targino ao DEM pelas mãos do presidente nacional da agremiação política e prefeito de Salvador, ACM Neto, o histórico não sofreu alterações, muito pelo contrário, o agravamento teve uma circunspeção mais trabalhada pelo ex-prefeito.

O oposto foi adotado pelo deputado que não perdeu oportunidade para espancar o governo de Colbert Martins e grande parte do seu secretariado, todos liderados de José Ronaldo e com 20 anos de cargo.

Condição que deu origem a pecha cantada em verso e prosa pelo feirense de que o prefeito é um pau mando no poder.

A eleição municipal deste ano em Feira de Santana é uma das mais desmoralizantes que o feirense já viveu.

A imposição do grupo político que se encastelou no poder está praticamente confirmando a candidatura de um politico ficha suja, preso durante a operação Vouche e de comportamento financeiro, enquanto prefeito tampão, suscita enormes dúvidas quando a aplicação dos recursos recebidos para o combate ao Caronavírus, entre outras ações.

O município de Feira de Santana está se transformando nos despojos de Serra Pelada. Sem ouro, respeito e abandona pelos que dela se usufruíram.

Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS