Terraplanagem em lagoa não interfere meio ambiente, segundo parecer

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A terraplanagem e limpeza de uma área situada no Loteamento Porto Seco Campo Limpo, na avenida José Falcão da Silva, no bairro Baraúnas, teve parecer técnico favorável da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais, após o estudo hidreológico, realizado pela empresa MAB Consultoria e Serviços Ltda. No local será construída uma unidade comercial da empresa Lord Patrimonial Ltda.

 

A análise apontou que “a ocupação da área em questão não interfere na hidrodinâmica do Complexo da Lagoa do Prato Raso, por situar-se fora da Planície de Inundação da referida lagoa e, conseqüentemente, da érea de proteção ambiental estabelecida em lei”. A obra está sendo executada às proximidades do Parque da Lagoa Erivaldo Cerqueira e é alvo de questionamento na imprensa local.

 

O estudo diz que não foi possível identificar nenhum recurso hídrico na localidade. De acordo com o parecer técnico, “as imediações da área em questão estão totalmente antropizadas com outros empreendimentos”. Concluindo “não haver impedimento ambiental, nem restrições quanto à localização”.

Fonte: Secom

OUTRAS NOTÍCIAS