145 pessoas morrem no hospital Clériston Andrade em 58 dias

No programa Primeira Página da Rádio Povo de Feira de Santana (AM 12100) na manhã dessa quinta feira (18), durante denúncias sobre a provável terceirização de sua administração, com a participação do âncora do programa, Carlos Lima, do advogado Ronaldo Mendes, do enfermeiro Edyclécio e a participação por telefone do deputado estadual e líder do governo na Assembléia Legislativa, José Neto, foi realizada uma denúncia que chocou a sociedade feirense.

Conforme dados apresentados pelo enfermeiro Edyclécio, a estatística de mortes ocorridas no Hospital Geral Clériston Andrade no mês de janeiro atingiu a marca de 70 óbitos e no mês de fevereiro esse número subiu para 75 em apenas 28 dias. Números que assustam. Essas ocorrências foram denunciadas ao Ministério Público Estadual e Federal no início da segunda quinzena desse mês.

Outra denúncia formulada ao Ministério Público, segundo o enfermeiro Edyclécio, diz respeito a seis mortes ocorridas na “sala vermelha” do Hospital Geral Clériston Andrade, por falta de respiradores, durante o rápido blecaute ocorrido na cidade.

 

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS