Bolsa Família é ampliado para tirar 22 milhões de pessoas da miséria

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira (19) a complementação do programa Bolsa Família para incluir 2,5 milhões de beneficiários que ainda permaneciam em situação de extrema pobreza. Com isso, o governo federal pretende tirar 22 millhões de pessoas da miséria a partir de março deste ano. Os recursos para a medida somam R$ 733 milhões.

 

A medida, antecipada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), foi anunciada em cerimônia no Planalto pela presidente Dilma Rousseff nesta manhã.

 

Segundo critério adotado pelo governo federal, os brasileiros precisam ter uma renda mensal de, no mínimo, R$ 70 para a erradicação da pobreza extrema. Já a renda mensal, considerada pelo governo, para a linha da pobreza é de R$ 70 até R$ 140.

 

A erradicação da pobreza extrema no Brasil é uma promessa eleitoral da presidente Dilma Rousseff e caso seja efetivamente alcançada, deve ser um dos motes da sua campanha à reeleição em 2014.

 

O Ministério do Desenvolvimento Social estima que 700 mil famílias miseráveis ainda não estejam cadastradas, ou seja, cerca de 2,5 milhões de pessoas, considerando uma média de 3,6 pessoas por família. Essas famílias ainda precisam ser identificadas e cadastradas em programas sociais.

Fonte: Redação / Brasil.gov.br

OUTRAS NOTÍCIAS