Carla Vilhena foi só a primeira; Globo trocará mais âncoras

 Tempos de HD (High Definition), tempos de mudanças de apresentadores. Aproveitando a nova tecnologia, a Globo vai remanejar alguns de seus principais âncoras nos próximos meses. Em outras palavras, trocar pessoal.

Um dos rumores (não confirmados) que circula nos corredores da Globo diz que a saída de Carla Vilhena, colocada em férias compulsórias e que na volta vai ser repórter do “Fantástico”, tem a ver com o HD… Venham para a próxima notinha que eu explico melhor…

O motivo não é em absoluto que, em HD, Carla ficasse mais ou menos feia. Acho que todos estão de acordo de o quanto ela é bonita, com ou sem maquiagem. É mais uma questão de, digamos, fotogenia causada por essa nova tecnologia. E o HD se expande na TV aberta.

A Globo não quis fazer todas as trocas que pretende ao mesmo tempo. Já havia feito isso no ano passado, quando fez um verdadeiro troca-troca de apresentadores -inclusive durante a chorosa saída de Fátima Bernardes do “Jornal Nacional”. A propósito, em termos de ibope nenhuma das trocas funcionou. O ibope dos telejornais “mexidos” ou caiu ou ficou na mesma… Por isso a ordem agora é fazer as mudanças pontualmente, aos poucos…

Por que a Globo não deixou Vilhena se despedir dos telespectadores? Em primeiro, porque a despedida de Fátima Bernardes no ano passado não pegou bem e soou piegas. Isso foi quase unânime na emissora. Em segundo, se a Globo permitisse a Vilhena se despedir, manteria o precedente e em breve você veria muitos outros âncoras chorosos se despedindo. O efeito “despedida” quase sempre passa a sensação de “vitimizar” quem está se despedindo. Como se estivesse sendo enxotado, demitido pela ingrata casa. O que não é verdade. Então, nem Carla Vilhena nem ninguém que for trocado (em breve) terá direito a dar tchauzinho aos telespectadores.

Fonte: Blog do Marcelo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS