Cármen Lúcia manda recado a Bolsonaro: estímulo à desarmonia entre os poderes “é inconstitucional”

Carmen Lúcia manda recado para Bolsonaro.

Numa entrevista à jornalista Miriam Leitão, com uma pauta voltada ao Dia Internacional da Mulher, que se celebra no próximo dia 8, a ministra  Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, aproveitou para mandar um recado a Jair Bolsonaro.

Deixou claro que ele corre risco de impeachment se continuar a atacar os demais Poderes.

“A Constituição brasileira estabelece expressamente que os poderes são independentes e harmônicos entre si.”

“Os agentes públicos que ocupam cargo nos órgãos de cúpula de todos os poderes têm o dever constitucional de não contribuir para a desarmonia. Se a Constituição determina harmonia, a desarmonia é inconstitucional. Simples assim”.

A ministra fez uma defesa enfática do direito das mulheres à vida e à proteção contra a violência machista:

“Uma sociedade que bate em mulher, mata a mulher, não é uma sociedade do bem-estar”.

Ela falou também sobre as recentes agressões de Jair Bolsonaro contra mulheres jornalistas.

“A agressão à imprensa é um mal que é feito a toda a sociedade, porque isso corrói a democracia. No caso de uma jornalista criticada dessa forma desrespeitosa, quando isso acontece é como se todas as mulheres em todas as profissões ficassem mais vulneráveis”.

Brasil/Reuters

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS