Damares reclama de homenagens a Lula e diz que Bolsonaro é mal compreendido

Damares Alves praticamente zerou o repasse de dinheiro ao projeto “Casa da Mulher Brasileira”. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Em entrevista exclusiva à RFI em Genebra, na Suíça, nesta quarta-feira (26) a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Brasil, Damares Alves, lamentou o fato de Lula receber o título de cidadão honorário da capital francesa e defendeu Bolsonaro:

“O meu presidente tem tentado um diálogo com jornalistas como nunca se viu na história do Brasil, mas é insultado, criticado, humilhado. É muita violência da parte do jornalista. E, às vezes, o meu presidente brinca. Então, não perdoam uma brincadeira, não perdoam uma fala dele, incitam, e na confusão, o levam a falar o que ele não quer falar”, afirmou ela, como informa o Portal UOL.

Questionada sobre o que achava da vinda do ex-presidente Lula à Europa (França, Suíça e Alemanha), a ministra perguntou à repórter: “Você quer dizer um bandido condenado por corrupção? Que, por um acaso, foi presidente do Brasil? Ele vai estar aqui?”

247
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS