… E LÁ SE FORAM 64 ANOS !

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

“Penso, logo faço”, disse alguém certa vez, para determinar a dinâmica humana do trabalho. Este dom é o princípio do cumprimento de objetivos aos quais todos nós estamos firmemente ligados, e nos foi legado pelo próprio Criador, quando nos fez à sua imagem e semelhança, nos tornando os únicos seres pensantes, e por isto, capazes de programar e realizar as mais impossíveis coisas, em nosso benefício.

Por exemplo: A mais suntuosa construção, que um dia foi o sonho de seu idealizador, se tivesse sido apenas bem projetada e se alguém não desse o primeiro passo, jamais sairia do papel, e hoje não estaria,portanto, sendo admirada.

Jamais se chega ao fim de uma caminhada se não for dado o primeiro passo, isto é elementar… A história do homem está cheia de bons e maus exemplos nesse afã do programar e realizar.

Para destacar um mal exemplo, existe uma grande ponte no Mato Grosso do Sul, que, apesar de construída há dezenas de anos, sai do ponto zero a lugar algum.

Os percalços do homem, no desejo de se notabilizar se multiplicam, porém, em muitos casos se as tentativas não ocorressem, muita coisa não seria hoje uma realidade a contribuir para o bem da sociedade contemporânea.

Mas, com toda essa falácia, a que ponto queremos chegar? Vivíamos o século XIX e a Igreja de Cristo “engatinhava” em terras brasileiras, fruto do primeiro passo dado por Ashbel Simonton, que, deixando a terra natal , sua família e perspectivas de um futuro profissional promissor, entregava-se ao sagrado ministério, visando a implantação do presbiterianismo no Brasil.

Logo depois, aportavam na Bahia outros missionários por ele instados a seguir o seu exemplo meritório, e para aqui vieram cruzando os nossos sertões, muitos a cavalo, passando privações, comendo e dormindo de favor, com o objetivo de converter almas perdidas e, plantar igrejas.

Sendo a 1ª Igreja Presbiteriana de Feira de Santana conseqüência do fazer e do realizar desses abnegados, vencendo, é bom que se ressalte a forte intolerância religiosa da época.

A 1ª. Igreja, embora eclesiasticamente organizada em 1950, tem o marco deste trabalho em terras feirenses bem claro, no túmulo existente no Cemitério Piedade, onde estão sepultados os filhos do missionário Chamberlain., em data de 1898.

Foram tantos esses incansáveis da fé, de fora do país e os alcançados pelo seu trabalho evangelístico, que não nos propomos a citação de nomes, além deste, para não omitirmos alguém.

O penso, logo faço, nos atingiu de modo pleno, pela ação direta do ESPÍRITO SANTO DE DEUS, e hoje, ao completarmos 64 anos de trajetória, a eles somos agradecidos por nos legar a consciência viva de uma “IGREJA COMPROMETIDA COM A PALAVRA”.

Que todos nós, hoje usufruindo o fruto deste esforço memorável, saibamos valorizá-lo em todos os momentos, cumprindo fielmente os objetivos para os quais esta agência cristã foi edificada, que é a proclamação da Palavra de DEUS, a perfeita identificação com a fé genuína. Que Ele nos abençoe!!!

Fonte: Ávido Medeiros

OUTRAS NOTÍCIAS