Tempo - Tutiempo.net

Ex-presidente da CBF é condenado em 6 das 7 acusações

Marin chega com os advogados ao tribunal, em Nova York, nesta sexta-feira (Foto: Stephen Yang / Reuters)

ela primeira vez na história, um chefão do futebol brasileiro foi condenado pela Justiça. Não do Brasil, mas dos Estados Unidos. José Maria Marin, de 85 anos, presidente da CBF entre 2012 e 2015, foi considerado culpado de seis das sete acusações de crimes do “caso Fifa”: Marin foi inocentado de lavagem de dinheiro na Copa do Brasil, mas condenado por três crimes de fraude financeira (Copa América, Copa Libertadores, Copa do Brasil), dois de lavagem de dinheiro (Copa América e Libertadores) e um por conspirar/formar uma organização criminosa.

O ex-presidente da Conmebol, Juan Angel Napout também foi condenado. Das cinco acusações, Napout foi inocentado em duas: lavagem de dinheiro na Libertadores e na Copa América. A promotoria pediu que Napout e Marin sejam levados imediatamente para a prisão federal e a juíza Pamela Chen anunciará em breve se aceitará este pedido. As duas defesas tentam evitar e argumentaram que eles não representam um risco.

Marin foi condenado pelo júri popular no Tribunal Federal do Brooklyn, em Nova York, onde corre o “Caso Fifa”. O tamanho de sua pena ainda será definido pela juíza Pamela Chen, que não tem prazo para publicar a sentença. Até lá, se não for encaminhado para a prisão federal, ele esperará pela decisão em prisão domiciliar, em seu apartamento na Trump Tower, em Manhattan.

Os crimes de Marin

  1. Conspirar/Formar organização criminosa
  2. Fraude financeira (Libertadores)
  3. Lavagem de dinheiro (Libertadores)
  4. Fraude financeira (Copa do Brasil)
  5. Fraude financeira (Copa América)
  6. Lavagem de dinheiro (Copa América)
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS