Filho degola o próprio pai e desfila com a cabeça nas mãos

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Na primeira semana desse mês de maio a população do município de Bela Vista, estado do Mato Grosso do Sul foi surpreendida com um bárbaro assassinato.

Um homem identificado como Francisco Joaquim de Jesus, 41 anos, decapitou o próprio pai, um senhor de 64 anos de idade, e saiu andando pela cidade com a cabeça segura pelos cabelos.

Segundo informações, o corpo da vítima ao ser encontrado também apresentava cortes no peito.

A polícia suspeita que Francisco tenha usado um machado para cometer o crime.

Conforme relatos de moradores da localidade, Francisco sofre de distúrbios mentais, mas nunca tinha apresentado atos de tanta violência.

Os policiais ao chegarem ao local, depois de informações constaram que a vítima havia sido degolada. Ainda conforme a PM, o suspeito foi preso a 100 metros do local onde estava o corpo.

O assassino foi flagrado pela polícia carregando a cabeça do pai nas mãos. Segundo informações médicas, o assassino é esquizofrênico e anteriormente ele já havia atentado contra a própria vida, cortando o seu pescoço.

A família de Francisco Joaquim de Jesus é bastante conhecida na região. De origem baiana, morava há muito tempo em Bela Vista, trabalhando com a compra e venda de gado.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Delegada Jennifer Estevam de Araújo, titular da Delegacia de Polícia Civil de Bela Vista, durante o interrogatório Joaquim alegou ter matado o pai por ciúmes e pelo fato dos dois não terem tido uma boa convivência ao longo dos últimos anos.

Segundo declarações médicas, a esquizofrenia é uma doença psiquiátrica endógena, que se caracteriza pela perda do contato com a realidade.

A pessoa pode ficar fechada em si mesma, com o olhar perdido, indiferente a tudo o que se passa ao redor ou, os exemplos mais clássicos, ter alucinações e delírios. Ela ouve vozes que ninguém mais escuta e imagina estar sendo vítima de um complô diabólico tramado com o firme propósito de destruí-la. Não há argumento nem bom senso que a convença do contrário.

Antigamente, esses indivíduos eram colocados em sanatórios para loucos, porque pouco se sabia a respeito da doença. No entanto, nas últimas décadas, houve grande avanço no estudo e tratamento da esquizofrenia que, quanto mais precocemente for tratada, menos danos podem causar aos doentes.   

Fonte: Matéria enviada por internauta/Redação trabalhada pelo cljornal

OUTRAS NOTÍCIAS