Tempo - Tutiempo.net

Governo pagou R$ 54 mil em passagens e diárias para namorada acompanhar Pazuello

Pazuello e Laura Tiriba Appi sua namorada

Laura Appi, a namorada do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello recebeu R$ 29.538,72 da pasta entre maio de 2020 e março deste ano como pagamento de diárias de viagens.

O ministério registra ainda mais R$ 24.497,52 destinados a passagens e diárias da primeira-tenente, que é infectologista e foi nomeada diretora de programa na Secretaria de Atenção Primária do Ministério da Saúde, em agosto de 2020, pelo próprio Pazuello.

O total dá R$ 54.036,24 despendidos com a mesma finalidade, de acordo com o Portal da Transparência do Governo Federal. As informações são da coluna de Mônica Bergamo.

No campo da justificativa para, ao menos nove viagens, Appi se apresentou como acompanhante do ministro de Estado.

O general Eduardo Pazuello recebeu R$ 88,5 mil em diárias e ajuda de custo do Ministério da Saúde em 2020, no mesmo período.

Dossiê da ex-esposa
Embora o presidente da CPI do Genocídio, Omar Aziz (PSD-AM), tenha dito que não estão “atrás de informações da vida particular de ninguém”, ao minimizar o depoimento da ex-esposa do general Eduardo Pazuello, Andrea Barbosa, o suposto dossiê com documentos e fotos, pode fazer emergir uma personagem ainda pouco conhecida sobre a orientação para o protocolo da cloroquina dentro do Ministério da Saúde.

 Segundo a coluna de Malu Gaspar, no jornal O Globo de segunda-feira (28), Andrea Barbosa teria como foco a namorada do ex-ministro, Laura Appi, de 33 anos, que atualmente ocupa o cargo de diretora de programa na Secretaria de Atenção Primária à Saúde.

Em agosto de 2020, a Fórum já havia adiantado que Laura, médica infectologista que havia completado sua formação em março de 2018, foi alçada ao Ministério da Saúde por Pazuello para ser sua principal assessora em assuntos técnicos relacionados à pasta.

Ao lado de Pazuello, a médica recém-formada teria orientado na mudança de protocolo que prevê a prescrição de hidroxicloroquina e azitromicina para o coronavírus.

No dia 20 de março, dia em que Laura, que é primeiro-tenente do Exército, foi nomeada por Pazuello, o Ministério da Saúde divulgou um termo de consentimento para permissão de uso de “Hidroxicloroquina/cloroquina em associação com Azitromicina para Covid-19”.

Julinho Bittencourt

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS