Homem é encontrado morto e cercado por mais de 40 cobras gigantes

A polícia alemã procurava por um homem desaparecido quando foi surpreendida ao encontrá-lo morto em sua própria casa, cercado por mais de 40 cobras gigantes.
Muitos dos répteis – incluindo uma anaconda de mais de nove metros e quatro pythons de mais de 10 metros – deslizavam livremente sobre o corpo em decomposição de Heiko Rieder, quando os oficiais entraram em seu apartamento em Straubing, na Alemanha.
Um porta-voz dos bombeiros disse que ao menos um dos animais era “tão grosso quanto a coxa de um ser humano”.
Amigos de Rieder estavam preocupados com o sumiço dele, que não aparecia para trabalhar havia uma semana. A hipótese mais provável é que o homem de 40 anos tenha morrido de um ataque do coração enquanto alimentava suas cobras.
O chefe do centro de répteis da cidade, Markus Baur, agora está cuidando dos animais. “Elas provavelmente não devoraram Rieder por duas razões”, avaliou Baur. – Primeiro, porque elas gostam de comer suas presas ainda vivas. Segundo, porque gostam de engoli-las inteiras, e o tamanho médio dos homens europeus é maior e mais largo do que elas conseguem suportar.
No total, 46 cobras, algumas em tanques, foram recuperadas no local.
“O corpo se decompôs rapidamente por causa do calor vindo dos terrários das cobras”, disse um porta-voz da polícia. “Aparentemente, não há qualquer circunstância suspeita.”

Fonte: Com informações de agências internacionais

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS