Tempo - Tutiempo.net

Investidor dos EUA explica como o apoio à Ucrânia pode fazer colapsar a União Europeia

União Europeia e Otan abrem as portas do declínio

O apoio à Ucrânia está desacelerando as economias dos países que ajudam Kiev, ameaçando o colapso da União Europeia (UE) e do euro, disse à Sputnik o renomado investidor norte-americano e comentarista financeiro Jim Rogers.

“Este será um fator que conduz à desaceleração das economias, e alguns países já não serão tão prósperos como antes”, disse ele à agência, comentando o impacto da ajuda à Ucrânia nas economias dos países que a apoiam.

De acordo com Rogers, os problemas na Europa podem levar ao desejo de alguns países de deixar a União Europeia, tal como o Reino Unido fez anteriormente.

“Quando os problemas chegarem à Europa nos próximos dois ou três anos, os políticos vão propor abandonar o euro, que é um problema. Muito poucos grupos, semelhantes ao euro, existiram por muito tempo. A maioria deles entrou em colapso. Temo que o euro se desmorone um dia”, acrescentou.

Recentemente, o economista norte-americano Jeffrey Sachs disse que as sanções impostas à Rússia pelo Ocidente se mostraram muito ineficazes em relação ao que os estrategistas acreditavam que alcançariam.

No ano passado, a economia do país registrou um crescimento de 3,6%, mesmo com as medidas restritivas.

Sputnik

A Rússia se fortalece cada vez mais e o Euro e a União Europeia en abre a porta do declínio.

cljornal

OUTRAS NOTÍCIAS