Tempo - Tutiempo.net

Jantar de Bolsonaro com banqueiros provoca indignação em grupos de empresários

A postura de banqueiros e donos de empresas no jantar com Jair Bolsonaro provocou indignação em grupos de empresários no Whatsapp, segundo reportagem de Maria Cristina Fernandes, no Valor Econômico nesta quinta-feira (8).

Empresários poupam Bolsonaro de críticas durante jantar e atacam o PT: “Brasil não volta para vagabundo”

Segundo a reportagem, a avaliação nos grupos é que Bolsonaro quis passar uma impressão que tem apoio da elite econômica do país.

O jantar, no entanto, foi organizado pelo ministro da Comunicação, Fábio Faria (PSD-RN), genro de Silvio Santos, que reuniu apenas executivos com maior simpatia ao presidente.

A tentativa do presidente da República de ressuscitar o antipetismo para fisgar de volta o apoio empresarial perdido tampouco surtirá efeito, disse fonte ouvida pelo Valor.

De acordo com o Valor, jornal que dialoga diretamente com investidores e donos de indústrias, “a posição do grande empresariado e da grande finança estaria bem mais refletida, na visão deste interlocutor, em iniciativas como a Coalizão Brasil, a Concertação pela Amazônia ou mesmo o apoio ao manifesto dos economistas por saídas para a pandemia, que reúne CEOs de grupos como Itaú, Klabin, Gerdau, Amaggi, Natura, Ambev, Gávea, Marfrig e Amaggi.

 O encontro, ocorrido na mansão de Washington Cinel, dono da empresa de segurança Gocil, teria o intuito apenas de fazer um contraponto às críticas feitas ao presidente na carta divulgada por 180 economistas, investidores e donos de empresa no dia 21 de março.

Plinio Teodoro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS