Joaquim Barbosa não apoiará ninguém nas eleições á presidência.

Prestes a se aposentado do Supremo Tribunal Federal, o ministro Joaquim Barbosa, decidiu ficar de fora dos palanques de 2014. Ele não pretende revelar seu voto no primeiro turno, nem apoiar um candidato em eventual segunda fase.

 

Segundo recente pesquisa Datafolha, 26% dos eleitores votariam com certeza num candidato indicado por ele. Outros 26% talvez votassem.

 

Segundo o colunista Kennedy Alencar, o presidente do STF não está disposto a transferir esse capital para ninguém. “Acha que, como estará fora do Supremo há pouco tempo, uma opção eleitoral em 2014 seria lida como algo que pudesse lançar dúvida sobre decisões jurídicas recentes”, diz.

 

No entanto, o magistrado deixa as portas abertas para 2018. Ele afirma que a direita gosta dele por razões erradas e lembra que é um homem com ideias de esquerda e que pretende deixar isso bem claro no debate público futuro.

Fonte: Redação Cl jornal/ 247/ Foto: web.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS