LULA ATACA PESSIMISMO E DIZ QUE HÁ “MÁ-FÉ COM O BRASIL

A um público formado por empresários importantes para a economia do País, o ex-presidente Lula destacou uma série de números positivos do setor e defendeu a política econômica da presidente Dilma Rousseff.

“Levantar dúvidas sobre a seriedade fiscal do Brasil não tem procedência”, afirmou Lula, em discurso no encontro da Eurocâmaras, que reúne diversas Câmaras de Comércio do Brasil com países europeus.

“Há dez anos, o Brasil tem a inflação dentro da meta”, lembrou Lula, acrescentando que, “em 2003, o Brasil tinha R$ 380 bilhões para crédito, e hoje tem R$ 2,7 trilhões”.

Lula mostrou dados de comparação do Brasil com outros países e afirmou: “poucos têm a garantia de investimento tranquilo que o Brasil tem hoje”.

O petista afirmou que há muitos motivos para ter boas expectativas com o País. “Se tivéssemos mais consciência do papel do Brasil no mundo hoje, seríamos menos pessimistas”, declarou, numa crítica à imprensa e à oposição. Segundo ele, “há muita gente com má-fé com o Brasil”.

Lula também falou sobre a relação de comércio com a Europa: “em 2002, tínhamos um fluxo de comércio com a União Europeia de US$ 29,9 bilhões. Hoje temos US$ 99 bilhões”. E destacou que “os países da União Europeia são parceiros históricos do Brasil. Temos uma relação de confiança”.

Sobre a Copa do Mundo, o ex-presidente voltou a criticar o pessimismo da imprensa brasileira e estrangeira com o Mundial e observou como o humor mudou depois do início do evento.

“A Copa do Mundo está surpreendendo muita gente. Eu já dizia: ‘a melhor coisa que o Brasil tem para mostrar é seu povo'”, defendeu. Ao final do discurso, disse ter confiança de que o Brasil será campeão mundial pela sexta vez.    

 

Fonte: Agência Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS