Lula vira cabo eleitoral de mulher de presidente deposto

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

 

Assim como fez nas eleições na Venezuela em 2012 e 2013, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a pedir votos, nos últimos dias, para líderes latino-americanos que disputam a Presidência em seus países.

 

O mais recente vídeo em que aparece como “cabo eleitoral” é em apoio à campanha de Xiomara Castro, mulher de Manuel Zelaya, presidente deposto em um golpe em 2009 –e que depois se refugiou na embaixada do Brasil no país.

 

Com Zelaya impedido de se candidatar à eleição, ele lançou a mulher no pleito de 24 de novembro.

 

Na gravação, Lula diz que a candidatura pode fazer Honduras “se reencontrar com a democracia, o progresso e a justiça”.

 

“Toda a América Latina acompanhou com tristeza (…) o golpe de Estado que interrompeu o mandato do presidente Zelaya, tirando Honduras do caminho do desenvolvimento e da paz”, diz.

Em sua página no Facebook, Xiomara agradeceu o apoio do petista.

 

Na semana passada, Lula já havia gravado uma mensagem exaltando a chilena Michelle Bachelet, que concorre em eleição presidencial no próximo domingo (17).

 

Em 2012, a oposição venezuelana criticou a “intromissão” de Lula em assuntos internos do país com o vídeo em que ele apoiava a candidatura de Hugo Chávez, morto em março deste ano, à reeleição.

 

Segundo a assessoria de Lula, o ex-presidente da República não ocupa cargo público e pode expressar apoio a quem quiser.

Fonte: Redação / Folha Online

OUTRAS NOTÍCIAS