Menina com corpo coberto de pelos começa tratamento

 

Os pais da menina Kemilly Vitória Pereira de Souza, 2 anos e 8 meses, receberam uma boa notícia: nesta quinta-feira (5), a menina inicia o tratamento no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia. A notícia foi dada à família pelo cirurgião Zacharias Calil, que confirmou o diagnóstico da doença, chamada hipertricose. Ela será submetida a sessões de depilação a laser, pelo menos uma vez por mês. O cirurgião ressaltou que todo o procedimento será feito com anestesia, para que a menina não sinta dor.

Segundo a mãe, a aparência de Kemilly causa espanto em muitas pessoas, e a família já foi hostilizada várias vezes. Com isso, evita sair de casa. Ainda segundo a dona de casa, a menina ainda não entende de fato o que acontece com ela, mas já percebe que é diferente. “Quando ela vê outra criança, fica olhando e se esconde no cantinho. Uma vez, ela já me perguntou por que tinha tanto ‘cabelo’, e eu disse que era normal. Mas ela insistiu e pediu para que eu os arrancasse. Meu coração ficou partido”, lembrou Patrícia.

 

A família de Kemilly mora em Augustinópolis, no Tocantins, e buscou ajuda na capital goiana após inúmeras consultas médicas.

 

A menina já recebe acompanhamento psicológico na cidade onde mora, mas a mãe teme que o excesso de pelos faça com que ela cresça traumatizada

Fonte: Redação/ G1

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS