“MOITA” TRATOU DA MÁFIA DA MERENDA NOS BANDEIRANTES

qual a hora da merenda

Relatório policial da Operação Alba Branca revela que “Moita”, braço-direito do secretário da Casa Civil do governo tucano de Geraldo Alckmin, Luiz Roberto dos Santos, caiu no grampo várias vezes dizendo a interlocutores “tô no Palácio”; nas conversas, ele trata com integrantes da organização sob suspeita de fraudar licitações e superfaturar produtos agrícolas e suco de laranja destinados à merenda em pelo menos 22 prefeituras; ele age para atender aos interesses da Coaf (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar), de Cássio Chebabi (na foto ao lado está com Al Então braço-direito do secretário-chefe da Casa Civil do governo tucano de Geraldo Alckmin, Luiz Roberto dos Santos, o “Moita”, operava para a quadrilha da merenda escolar de sua sala no Palácio dos Bandeirantes.

O relatório policial da Operação Alba Branca revela que “Moita” caiu no grampo várias vezes dizendo a interlocutores “tô no Palácio”. Nas conversas, ele trata com integrantes da organização sob suspeita de fraudar licitações e superfaturar produtos agrícolas e suco de laranja destinados à merenda em pelo menos 22 prefeituras.

O presidente da Coaf (Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar), Cássio Chebabi, delatou à polícia e ao Ministério Público que as propinas pagas eram equivalentes a 10% sobre o valor dos contratos.

Acusa o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Fernando Capez (PSDB), e o secretário estadual de Logística e de Transportes, Duarte Nogueira, de se beneficiarem do esquema.

Segundo o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, a indicação de “Moita” para o cargo foi “do partido”. “O PSDB precisa se posicionar. Da nossa parte, o que tinha que ser feito do ponto de vista da responsabilidade jurídica nós fizemos e o caso está na Corregedoria”, disse.

No fim de semana, Alckmin disse que “Lula é a cara do PT, sem ética, sem limites”, mas não falou do esquema de desvios da merenda, em seu próprio governo.

Leonardo Attuch

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS