Tempo - Tutiempo.net

MST completa 38 anos com arrecadação histórica contra a fome e campanha nas redes sociais

38 ANOS MST

Há exatos 38 anos, em janeiro de 1984, em Cascavel, no interior do estado do Paraná, nascia um dos maiores movimentos populares do país, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Na ocasião, foi realizado o 1º Encontro Nacional do MST.

No ano seguinte, durante o 1º Congresso Nacional do MST, os integrantes da classe trabalhadora camponesa definiram o que ficaria conhecido como a sua principal estratégia de ação política nos anos seguintes: a ocupação popular de terras improdutivas para Reforma Agrária.

Em entrevista ao programa Central do Brasil, a militante Izabel Grein resgatou a história do movimento e as principais lutas travadas em 38 anos do MST. Segundo ela, o MST é reconhecido pela coerência com os princípios definidos em seu surgimento.

“O movimento nasce da experiência da força coletiva. Eu acho que essa é uma primeira questão que a gente aprende no movimento: a clareza e a coerência com os objetivos e os princípios organizativos que esse movimento se pautou lá no início”, afirma.

“O princípio da necessidade da luta pela terra, da organização coletiva, da necessidade da Reforma Agrária e da transformação da sociedade para poder fazer uma verdadeira distribuição de terra no país. Não só uma distribuição, mas uma nova forma de olhar a questão da terra na sociedade”, diz Grein.

Atualmente, o MST é composto por 450 mil famílias assentadas e cerca de 90 mil famílias acampadas, organizadas em 24 estados brasileiros.

Essas famílias estão organizadas por meio da agricultura familiar camponesa atuando em 1,9 mil associações comunitárias, 160 cooperativas e 120 agroindústrias, produzindo alimentos saudáveis para o campo e a cidade.

Campanha contra a fome

Desde o início da pandemia do novo coronavírus em 2020, por meio das campanhas de solidariedade, o MST doou mais de 6 mil toneladas de alimentos e mais de 1.1 milhão de marmitas para pessoas e famílias inteiras em situação de fome e insegurança alimentar em todas as grandes regiões do país.

O balanço foi feito após a conclusão da campanha Natal Sem Fome promovida pelo movimento de dezembro até o início de janeiro, onde cerca de 250 mil pessoas foram beneficiadas com doações de alimentos, marmitas solidárias e ceias especiais natalinas em 24 estados do Brasil.

Ação nas redes sociais

Nas redes sociais, militares, apoiadores e personalidades se engajaram em uma campanha para marcar o aniversário do MST.

Com o mote “eu com o MST”, a ação incentiva publicações com fotos e mensagens que marquem a relação das pessoas com o movimento.

Entre as figuras mais destacadas que participaram da ação, estão o senador Humberto Costa (PT-PE), o ex-governador da Bahia Jacques Wagner, os deputados federais Valmir Assunção (PT-BA) e Sâmia Bomfim (PSOL-SP), o jornalista José Trajano, a vereadora soteropolitana Maria Marighella (PT), entre outros.

Entidades, sindicatos e outros movimentos populares também fizeram publicações nas redes para homenagear o MST.

Paulo Motoryn

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS