Papa afirma temer “uma geração de jovens sem trabalho”

Com previsão de chegada no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (22), às 16 horas, o Papa Francisco revelou sua preocupação com relação à inserção de jovens no mercado de trabalho, durante entrevistas concedidas aos jornalistas que o acompanham no voo entre a Itália e o Brasil.

Baseado no exame realizado sobre o percentual de jovens que estão fora do mercado, o pontífice afirmou temer “uma geração de jovens sem trabalho”, e considerou que a crise mundial está causando muitos danos à juventude, tendo em vista o risco de haver uma geração que nunca teve trabalho.  

Ele demonstrou preocupação também com a “cultura de rejeição aos idosos” e defendeu que “um povo avança com os dois (jovens e velhos)”. Considerou, ainda, que “as pessoas anciãs têm a sabedoria, a história, a pátria, a família e todos precisamos delas.”  

Antes do embarque, o escritório de imprensa da Santa Sé havia dito que o Papa não iria dar entrevistas no avião, como costumavam fazer seus antecessores João Paulo II e Bento XVI. O pontífice vem ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento que deve reunir aproximadamente 1,5 milhão de peregrinos entre os dias 22 e 28 de julho, no Rio de Janeiro e em Aparecida (SP).

Fonte: Ivana Lima, com informações do G1.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS