Petição online contra Renan vira “realidade” nesta 4ª-feira

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

É hora de ver se a força das redes sociais se transformará em pressão nas ruas. Nesta quarta-feira, a partir de 12h, grupos contrários à permanência de Renan Calheiros na presidência do Senado farão atos em Brasília para pressionar o parlamentar a deixar o cargo. Como principal arma, a petição online com quase 1,6 milhão de assinaturas, que será impressa e entregue oficialmente a líderes partidários.

O ato é encabeçado pelo Movimento 31 de Julho, do Rio de Janeiro, e por Emiliano Magalhães Netto, autor da petição que obteve o maior número de adesões, além do próprio Avaaz, plataforma de mobilização social em que foi realizado o abaixo-assinado.

Ao meio-dia, o grupo promete colocar no gramado, em frente ao Congresso Nacional, uma bandeira de 153 metros quadrados com a seguinte mensagem: “1,6 Milhão dizem: Fora Renan! Será Que o Senado Vai Ouvir?”.

Tanto o Movimento 31 de Julho como o Avaaz, assim como Netto, se dizem apartidários.

Supremo

Ainda hoje, por volta das 16h, será protocolado no Supremo Tribunal Federal pedido para que o ministro Ricardo Lewandowski acelere a análise da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Renan, transformando-a em inquérito no STF.

Fonte: Redação / Exame.com

OUTRAS NOTÍCIAS