Policiais civis trabalham com 30% do efetivo

Desde o início da manhã desta segunda-feira (6), os policiais civis da Bahia pararam as atividades em Salvador e em todo o estado. A categoria pede reajuste de 5,4%, além de pagamento da promoção, que, de acordo Marcos Maurício, presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), está atrasado, e o direito a gratuidade nos transportes coletivos de Salvador.
Em assembleia com representantes do sindicato na manhã de hoje, na Associação dos Funcionários Públicos da Bahia, eles decidiram aceitar a proposta do governo de reajuste de 5,8% a todos os servidores públicos do estado, porém, mantém à paralisação nesta segunda e seguem em estado de greve a partir de terça-feira (7). Uma nova paralisação de 24 horas está prevista para a sexta-feira (10).
Os policiais decidiram manter a paralisação para exigir o pagamento das promoções prometidas pelo governo. Segundo a assessoria do sindicato, o governo deveria ter pago as gratificações até abril deste ano e fez uma proposta de realizar o pagamento em agosto. A categoria pede que a promoção seja paga em junho de 2013.
O efetivo trabalha com 30% e realizam atividades administrativas. Estão suspensos os registros de ocorrências. Apenas flagrantes são feitos nas delegacias nesta segunda-feira.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS