TJ-BA desobedece Corregedoria e é alvo de inspeção

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

As unidades administrativas e judiciais do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) são alvos de um processo de correição, feito pela Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desta segunda-feira (8) até a sexta-feira (12). Serão inspecionados denúncias de corrupção, improbidade administrativa, nepotismo cruzado e deficiência de pessoal, além dos setores de precatórios, recursos humanos, de informática, de licitações e de contratos.

 

O descumprimento de determinações da Corregedoria após inspeção de julho de 2012 na Bahia é um dos motivos da inspeção. “São verificados todos os atos administrativos e judiciais que, porventura, eles queiram. Após 15 dias, eles fazem um relatório e nos encaminham, mostrando se há alguma deficiência”, explicou o presidente do TJ-BA, o desembargador Mario Alberto Hirs. Na ocasião, a Corregedoria chegou a apontar que a Justiça baiana avançou 40% em quatro anos.

 

É a terceira correição realizada na Bahia. Segundo o corregedor Nacional de Justiça, o ministro Francisco Falcão, há a expectativa de contar com o apoio do Tribunal no trabalho.”Precisamos averiguar e, para isso, é que nós estamos fazendo a correição. Não tenho nenhuma dúvida que vamos contar aqui com o apoio”, afirmou.

Fonte: Redação

OUTRAS NOTÍCIAS