Irmãos fazem sucesso com vídeos de humor e viram estrelas no Instagram

Irmãos cearenses Yarley e Rayssa Bezerra têm seguidores famosos no Instagram, como os cantores Anitta e Gustavo Mioto — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Com um vídeo gravado na cozinha de casa, interpretando de forma bem-humorada a música “Com ou Sem Mim”, sucesso do cantor Gustavo Mioto, os irmãos Yarley Bezerra, 20, e Rayssa Bezerra , 9, tornaram-se as novas estrelas das redes sociais no Ceará. Moradora do Bairro Passaré, na periferia de Fortaleza, a dupla estourou na internet em meio à pandemia da Covid-19, mas já soma dois milhões de seguidores no Instagram. Entre eles, estão a cantora Anitta e o próprio autor do hit sertanejo, que compartilhou a produção caseira dos irmãos em seu perfil e ajudou o vídeo a viralizar.

Na web, Yarley e Rayssa cantam e dançam sucessos do funk, forró e pop, fazem vídeos de humor sobre a vida na periferia e até tiram dúvidas sobre relacionamentos amorosos dos seguidores. Por dia, os vídeos nos stories chegam a mais de 550 mil visualizações. Em junho, cada um atingiu a marca de um milhão de seguidores na rede social.

Yarley acredita que, por ser cearense, o humor corre na veia da família. “Quero entrar na casa das pessoas e arrancar sorrisos. A gente vive num momento tão cheio de problemas. Recebo mensagem das pessoas que sofrem depressão e nos assistem. Muita gente diz que o dia melhorou por conta dos nossos vídeos. Tenho muito que aprender na minha vida. O que apresento nos meus stories sou eu. Quero que a família brasileira se identifique com isso.

Com a simplicidade, com a humildade. Nada é ensaiado. A gente acorda e faz”.

A caminhada para o reconhecimento nas redes sociais não foi fácil. Yarley tomou gosto por fazer vídeos ainda na escola. Aos 12 anos, ele resolveu fazer as primeiras produções para o YouTube e depois para o Instagram. Os amigos comparavam o jovem ao humorista Whindersson Nunes.

“Comecei brincando com um vídeo defendendo uma amiga. O vídeo viralizou, o pessoal pediu mais. Fui gravando aos poucos, só que eu não me identificava mais com aquilo. Decidi partir para mostrar a minha família. Fiquei muito emocionado com esse boom. Nunca pensei que isso fosse acontecer. Sempre via acontecendo com outras pessoas. É surreal o alcance”.

Yarley começou a trabalhar aos 12 anos, como monitor de pula-pula. Ganhava pouco mais de R$30. Na adolescência, chegou a vender vestidos de malha em uma loja no Centro de Fortaleza.

Nos primeiros meses da vida como digital influencer, Yarley trocava divulgação por produtos dos anunciantes ou mesmo fazia de graça. Depois passou a cobrar R$100. Hoje, as publicidades podem custar de R$200 até R$2,5 mil — a depender do tipo de produção.

Em pouco mais de um ano, a vida de Yarley e Rayssa mudou completamente.

O mundo digital permitiu que Yarley realizasse alguns sonhos. O primeiro, ofertar um lar para a família. Além disso, contas de água, luz e até a feira do mês de casa dos irmãos são pagos com o retorno de publicidades.

Uma empresa de empréstimos, lojas de eletrônicos, restaurantes e até operadora de internet são alguns dos clientes de Yarley e Rayssa. “A internet me proporcionou fazer a construção da minha casa. A construção do meu quarto. Eu nunca pensei que conseguiria arcar com uma coisa minha, que eu lutei. É gratificante demais”.

Rayssa também é beneficiada com o retorno das redes sociais. Atualmente, tem reforço escolar, acompanhamento de dentista e nutricionista. Por problemas de dicção, ela também é acompanhada por uma fonoaudióloga.

“Está tudo caminhando bem na vida. É muito legal ter esse momento com amigos da escola e minha família”, diz a pequena.

Em rápida ascensão nas redes sociais, Yarley conta que jamais sonhou com tudo que está acontecendo na vida da família. “Nunca pensei que iria ter fã.

Sempre tem alguém que me pede foto quando saio para algum trabalho. As pessoas me chamam de humorista, mas sempre quero ser lembrando por ‘menino dos vídeos’. Nunca esqueço de onde venho”.

 João Lima Neto e Vanessa Madeira, G1 CE

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS