Australiano mata mulher com ácido por ela não ser ‘boa’ de cama

 

O jornal britânico Daily Mail informou que um australiano está sendo julgado pelo assassinato de sua mulher porque ela era ruim de cama comparada com sua amante, segundo relato de uma testemunha.

Klaus Andres, 70 anos, disse que a morte da mulher, a chinesa Li Ping Cao, 42 anos, foi um acidente e que a empurrou no chão da cozinha após ela atacá-lo com um garfo durante uma acalorada discussão. No entanto, ele admitiu no tribunal que dissolveu o corpo da mulher em um latão com 60 litros de ácido.

Nesta semana, John Gunner, marido de uma amiga da amante tailandesa de Andres, disse ao tribunal que conheceu o homem em agosto de 2011. Gunner contou que Andres reclamou da postura sexual da mulher, dizendo que ela era “entediante” e “apenas deitava na cama”, enquanto a amante era calorosa e afetuosa.

O crime aconteceu em outubro de 2011, na residência do casal em Brinsmead, Austrália.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS