Chávez vai ser embalsamado e exposto

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

“Como estão Ho Chi Minh, (Vladimir) Lênin e Mao Tse-tung.” Foi elencando a companhia dos líderes históricos do comunismo no Vietnã, na União Soviética e na China que o presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou ontem que o corpo de Hugo Chávez será embalsamado e exibido numa urna transparente no futuro Museu da Revolução Bolivariana.

 

Candidato às eleições presidenciais que devem acontecer nas próximas semanas, o herdeiro político de Chávez disse ainda que o corpo do presidente ficará exposto para visitação pública nos próximos sete dias “pelo menos”.
Maduro chegou a dizer que os restos de Chávez seriam transferidos ainda hoje ao Quartel da Montanha, no bairro do 23 de Enero, local que ele usou como comando para sua intentona golpista de 1992 e um dos principais bastiões chavistas de Caracas.

 

Horas depois, o governo retificou: informou que o corpo do presidente continuará na academia militar e só depois irá para o quartel, onde está sendo construído o museu.

 

Chávez estará no local, disse o presidente interino, “até o momento de dar outros passos que o povo pediu” -provável referência aos pedidos de que seja sepultado no Panteão Nacional, onde está Simón Bolívar (1783-1830), herói de Chávez. Conceder a honra é decisão da Assembleia, mas a Constituição diz que é preciso esperar 25 anos após a morte para o traslado.

Fonte: Redação / Folha de SP

OUTRAS NOTÍCIAS