Choque entre dois trens deixa 3 mortos e 200 feridos

Ao menos três pessoas morreram e duzentas ficaram feridas na manhã desta quinta-feira (13) após colisão de dois trens em Castelar, periferia de Buenos Aires, na Argentina. Entre os feridos, há cinco em estado grave. Uma criança teve a perna amputada. O acidente aconteceu por volta das 7h, quando um trem bateu em outro que estava parado nos trilhos da linha Sarmiento.

De acordo com o ministro do Interior e do Transporte, Florencio Randazzo, as autoridades estão investigando os motivos do choque, mas descartou falhas no sistema de freios. Os freios do trem que bateu na traseira do outro trem são da empresa brasileira Knor-Bremse e todos haviam sido trocados há pouco tempo, segundo informou o ministro. Já delegados da linha Sarmiento disseram à imprensa argentina que o trem que se chocou não estava tecnicamente preparado para circular.

O choque ocorreu na mesma linha em que, em fevereiro de 2012, um trem em alta velocidade invadiu a estação Once, no centro de Buenos Aires, deixando 51 mortos. O acidente é lembrado como “tragédia do Once”. Pablo Menghini, que perdeu um filho na “tragédia do Once”, foi até o local do choque. “É muito triste perceber que depois de tantas mortes e denúncias sobre a falta de segurança no sistema ferroviário um acidente parecido volte a acontecer”, disse ele.

No inicio do mês, o ministro Randazzo anunciou a rescisão de contratos de concessão de ferrovias administradas por duas empresas privadas no país: a brasileira América Latina Logística (ALL) e a argentina Tren de La Costa Sociedad Anonima – ambas acusadas de descumprimento de contratos e de não investir em manutenção. Segundo uma auditoria realizada em 2012, a ALL abandonou ramais, suspendeu vias e transferiu ativos sem autorização.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS