Cientistas mexicanos desenvolvem água em pó

Um grupo de pesquisadores do México anunciou a criação da “chuva sólida”, um pó que absorve grandes quantidades de água e libera o recurso aos poucos, que pode ser usada para hidratar plantas em períodos de longa estiagem.

 

A água em pó é um derivado de um polímero absorvente criado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos e usado originalmente para fabricação de fraldas descartáveis. O engenheiro Sérgio Jesus Rico Velasco teria feito a adaptação para que o produto armazene água.

 

Segundo os fabricantes da “chuva sólida”, 10 gramas do material podem absorver um litro de água. O líquido armazenado no polímero também pode durar até 10 anos no solo, a depender da qualidade da água armazenada. Em pesquisas feitas pelo governo do México, foi constatado que o uso da “chuva sólida” pode aumentar a produtividade de lavouras em épocas de seca em até 300%.

 

O invento, embora já seja vendido no México, não é unanimidade. A professora Linda Chalker-Scott, da Universidade de Washington, afirma que adubo produzido a partir de lascas de madeira, por exemplo, surte o mesmo efeito da “chuva sólida” a um custo bem menor.

 

 

Fonte: Redação/ A Tarde

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS