Tempo - Tutiempo.net

Em mensagem, Irã diz aos EUA ‘para se afastarem’ enquanto Teerã prepara ação militar contra Israel

Mohammad Jamshidi, vice-chefe de gabinete do peresidente iraniano

A república islâmica pediu aos Estados Unidos que se distanciem “para não serem atingidos” enquanto o país prepara uma resposta ao ataque israelense à sua embaixada na Síria, ocorrido na segunda-feira (1º) e que deixou sete iranianos mortos.

Em uma mensagem a Washington, Teerã “alertou os EUA para não serem arrastados para a armadilha de [Benjamin] Netanyahu”, escreveu Mohammad Jamshidi, vice-chefe de gabinete do presidente iraniano para assuntos políticos nesta sexta-feira (5).

“Os EUA deveriam se afastar para não serem atingidos”, dizia a mensagem. Em resposta, Washington “pediu ao Irã que não atingisse alvos norte-americanos”, disse Jamshidi.

O governo Biden não comentou a mensagem iraniana, mas a Casa Branca tomou a medida incomum de comunicar diretamente ao Irã que não sabia que o ataque de segunda-feira aconteceria, informou a Bloomberg.

Enquanto a movimentação nos bastidores acontece, o Hezbollah avisou ao Estado judeu que está “se preparado para a guerra”, afirma a mídia.

O ataque aéreo atingiu a seção consular da embaixada iraniana em Damasco, matando pelo menos sete pessoas, incluindo dois generais do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC).

Embora Israel tenha repetidamente visado ativos ligados ao Irã na Síria nos últimos meses, esta foi a primeira vez que um ataque atingiu um edifício diplomático iraniano.

Tel Aviv tem estado em alerta desde então, cancelando a licença das tropas de combate, convocando reservistas e reforçando as defesas aéreas. Na capital, seus militares embaralharam sinais de navegação ontem (4) para interromper possíveis drones ou mísseis navegados por GPS disparados contra o país, conforme relatado pela Reuters.

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse hoje (5) que uma resposta do Irã está, sem dúvida, chegando. Mas acrescentou que o grupo não “interferirá em tais decisões”.

“E depois disso, como Israel se comportará, a região entrará em uma nova fase”, complementou Nasrallah, citado pela mídia.

Sputnik

A fome de poder e o gosto de sangue de Israel, EUA e OTAN, se aproximam irracionalmente da III Guerra mundial, quem viver, verá.

Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS