Tempo - Tutiempo.net

Especialista britânico revela o que está acontecendo com as Forças Armadas da Ucrânia

Ucrânia vai reduzir a idade de convocação

O Exército ucraniano está passando por uma escassez crítica de pessoal e está ficando mais fraco a cada dia que passa, disse o analista britânico Alexander Mercouris em entrevista ao canal no Youtube The Duran.

“Os militares ucranianos não podem compensar suas perdas catastróficas e são forçados a alistar novos recrutas que são indispostos ou incapazes de lutar. O Exército ucraniano está ficando mais fraco a cada dia”, disse o especialista.

Mercouris também acredita que no futuro próximo virá o culminar do conflito, e qualquer tentativa de Zelensky de prolongar as ações militares e mudar os requisitos para o alistamento militar só levarão ao colapso.

“O ponto de virada está próximo, e quanto maior for a convocação para as Forças Armadas da Ucrânia, maior será o problema do atual Exército ucraniano, e Zelensky e seu governo só continuarão a perder a popularidade, tornando-se um alvo para a raiva geral”, conclui ele.

Em maio, a Ucrânia adotou uma lei de reforço da mobilização, segundo a qual todas as pessoas aptas para o serviço militar dentro de 60 dias após a entrada em vigor do documento devem atualizar seus dados no centro de recrutamento. As datas de desmobilização não estão especificadas no documento.

Em abril, Vladimir Zelensky reduziu a idade de recrutamento de 27 para 25 anos. Apesar do constante aperto dos regulamentos, há apelos para reduzir a idade de recrutamento para 18 anos.

Sputnik

Com isso Zelenski está dizimando a população ucraniana.

Que está abandonada a sua própria sorte, quanto mais armas o Ocidente fornece ao Exército da Ucrânia, mais mortes ele promove, é uma carnificina que não favorece aos esforços de guerra, muito pelo contrário, contribui severamente para a destruição de vidas e do próprio Estado.

cljornal

OUTRAS NOTÍCIAS