Líderes mundiais prestam homenagens a Mandela

 

Por todo o mundo, políticos e líderes se manifestaram sobre a morte de Nelson Mandela que faleceu nessa quinta-feira (5), em sua casa, em Joanesburgo, aos 95 anos.

A presidente Dilma Rousseff se manifestou em nota. Ela descreveu Mandela como “personalidade maior do século 20”. “Mandela conduziu com paixão e inteligência um dos mais importantes processos de emancipação do ser humano da história contemporânea – o fim do apartheid na África do Sul”, disse a presidente. Dilma observou ainda que o governo e os brasileiros “se inclinam diante da memória de Nelson Mandela”.”O exemplo deste grande líder guiará todos aqueles que lutam pela justiça social e pela paz no mundo”, acrescentou.

Ao lamentar a morte do ex-presidente da África do Sul, Lula disse que Mandela foi uma das figuras mais extraordinárias da humanidade.

O também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que o mundo perde “o maior símbolo vivo da luta pela dignidade humana, pela liberdade e pela democracia”.

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse que o nome de Mandela “permanecerá como sinônimo de esperança para todas as vítimas de injustiça em qualquer parte do mundo”.

“Eu fui um desses inúmeros milhões que sentiram a inspiração do seu exemplo”, disse o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Ele disse ainda que Mdiba (nome pelo qual os sul-africanos chamam Mandela), é “a melhor ilustração da promessa de que os seres humanos e os países podem sempre mudar para melhor”.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou que as bandeiras da sede oficial do Governo, em Downing Street, ficarão a meio mastro, em sinal de respeito e homenagem a Nelson Mandela. “Uma grande luz extinguiu-se deste mundo. Nelson Mandela foi um herói do nosso tempo”, escreveu Cameron, na sua conta do Twitter.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, lembrou o líder sul-africano como “um gigante da justiça e um homem simples e inspirador”. “Ninguém fez mais no nosso tempo para promover os valores e as aspirações das Nações Unidas. Nelson Mandela mostrou-nos como é possível, no nosso mundo e em cada um de nós, acreditar, sonhar e trabalhar pela justiça e a humanidade”, disse.

Fonte: Redação / Brasil Poder

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS