Tempo - Tutiempo.net

Na República de Lugansk militares ucranianos abandonaram suas posições e armamentos, diz MD russo

Devido ao estado psicológico degradado e à falta de munições necessárias, algumas unidades das Forças Armadas da Ucrânia deixam a zona de combates na área da cidade de Lisichansk, na República de Lugansk, disse neste domingo (19) o representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, tenente-general Igor Konashenkov.

Segundo ele, um pelotão da 1ª companhia do 1º batalhão da 57ª Brigada de Infantaria Motorizada, que estava na área de Lisichansk abandonou suas posições e armas pesadas.

Nas últimas 24 horas, mísseis de cruzeiro Kalibr da Marinha russa eliminaram dez obuseiros M777 dos EUA e até 20 veículos blindados, entregues à Ucrânia pelos países ocidentais, no território de uma fábrica na cidade de Nikolaev, disse Konashenkov.

Ministério da Defesa informou também que, ao atingir as instalações de uma usina de reparação de tanques em Carcóvia com um sistema tático-operacional de mísseis Iskander, foram destruídos dois sistemas de lançamento múltiplo de foguetes Uragan.

Por sua vez, a aviação tático-operacional e do Exército da Rússia, destruiu nas últimas 24 horas quatro armazéns de mísseis e artilharia da Forças Armadas da Ucrânia e um sistema de mísseis antiaéreos Buk-M1.

Konashenkov ressaltou também que, com ataques de alta precisão, a aviação eliminou até 200 militantes ucranianos e mercenários estrangeiros perto do povoado Selidovo na República Popular de Donetsk.

Além disso, a aviação destruiu com armamento de alta precisão um trem ferroviário com tropas e equipamentos militares da Ucrânia, eliminando mais de 100 militares e 30 tanques e veículos de combate blindados.

De acordo com o tenente-general, as forças de defesa antiaérea russas derrubaram na região de Nikolaev um avião de ataque ao solo Su-25 da Ucrânia, bem como oito drones, incluindo um perto da ilha Zmeiny.

No total, desde o início da operação militar especial foram eliminados: 207 aviões, 132 helicópteros, 1.249 drones, 344 sistemas de defesa antiaérea, 3.683 tanques e outros veículos blindados de combate, 562 lançadores múltiplos de foguetes, 2.043 peças de artilharia de campo e morteiros, bem como 3.715 unidades de veículos militares especiais, concluiu Konashenkov.

SPUTNIK

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS