Tempo - Tutiempo.net

Pelo menos 14 montanhistas morrem após avalanche no Everest

Pelo menos 14 pessoas morreram e três ficaram gravemente feridas na sexta-feira (17) ao serem soterrados por uma avalanche quando se dirigiam para um dos acampamentos base no Everest, informaram à fontes oficiais.

 

O deslizamento ocorreu no início da manhã a cerca de 6.200 metros de altitude, quando aproximadamente 50 alpinistas, a maioria sherpas nepaleses, deslocavam-se do acampamento base 1 para a 2, afirmou um alto funcionário do corpo de montanhista, Tilak Ram Pandey.

 

O número de mortos pode aumentar, pois os operadores de turismo não confirmaram se há mais montanhistas desaparecidos, informou um funcionário do ministério do Turismo nepalês, Madhu Sudan Burlakoti.

 

um porta-voz das equipes de resgate, Lakpa Norbu Sherpa, afirmou ao jornal “Ekantipur” que o número de vítimas fatais é de 14 e que 13 dos corpos foram recuperados, enquanto “um deles não poderá ser transportado até amanhã devido ao mau tempo”.

 

Os sherpas, que ajudam a escalada dos alpinistas, dirigiam-se para um acampamento base mais alto e alguns escaladores estrangeiros tinha se unido ao grupo para se aclimatarem com a altitude, como é habitual.

 

A temporada de escalada de primavera começou oficialmente em março, mas os primeiros alpinistas só iniciaram em abril a subir o Everest, a montanha mais alta do mundo, com 8.848 metros de altura.

 

Em setembro de 2012, em uma das piores avalanches dos últimos anos, na montanha Manaslu, no Himalaia, 11 alpinistas morreram, entre eles oito franceses e um espanhol.

 

Em novembro de 1995, um deslizamento no Everest deixou 26 montanhistas mortos, dos quais 12 eram japoneses e o restante nepaleses. 

 

Fonte: Agencia Efe/ Foto: AFP / PEMBA DORJE SHERPA

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS