Religião motivou atentado em Boston

O americano de origem chechena Dzhokhar Tsarnaev, acusado do atentado à Maratona de Boston, que deixou três mortos na semana passada, disse aos investigadores que ele e seu irmão, Tamerlan, não tinham contatos com grupos terroristas, mas executaram o ataque por motivos religiosos.
Um funcionário do governo disse à imprensa que Tsarnaev – em declarações por escrito e gestos da cabeça, expressou aos investigadores que ele e seu irmão não tinham contato com grupos terroristas.

Tsarnaev, que sofreu ferimentos na boca que o impedem de falar, também indicou que ele e seu irmão planejaram os ataques por conta própria e motivados pelo islamismo radical.

Desde a semana passada, pessoas que conheciam os irmãos Tsarnaev disseram à imprensa que Tamerlan havia adotado há cerca de cinco anos uma posição islâmica extremista.

Fonte: Redação / Agência Efe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS