Rússia: Estudante faz reféns em escola e deixa dois mortos em Moscou

Mais uma vez o desequilíbrio emocional de um estudante faz vítimas fatais. Moscou está chocada com a barbárie promovida em uma escola por Andrei Pilipchuk. O jovem matou duas pessoas nesta segunda-feira (03) durante uma tomada de reféns. Armado, Andrei deteve mais de vinte alunos por cerca de meia hora, antes de ser neutralizado pela polícia.

Morreram no local um policial e um professor de biologia, embora no momento não se saiba como faleceram exatamente

 

Segundo um porta-voz do ministério russo do Interior, o jovem, Andrei Pilipchuk, é aluno da escola. O ministério anunciou que ele foi detido e entregue aos investigadores, sem informar como foi neutralizado.

 

Uma funcionária da escola, Avitara Sharafetdinova, afirmou à televisão estatal Vesti 24 que os estudantes e os professores foram retirados da instituição após o incidente.”Todas as crianças foram retiradas”, declarou à televisão. “Não há mais ninguém lá dentro”.

De acordo com o site de notícias Lifenews, ele primeiro atirou em um policial e então abriu fogo contra outros que chegaram ao local.

O tiroteio causou pânico nos estudantes, que correram para a rua enquanto um helicóptero da polícia pousou no gramado coberto de neve ao redor da escola.

O canal Vesti 24 indicou que o estudante não exigiu nada, nem negociou com a polícia antes de ser neutralizado. A televisão mostrou imagens de crianças que saíam correndo da escola, e de um helicóptero sobrevoando a região.

O incidente ocorre enquanto a Rússia está sob os holofotes mundiais, quatro dias antes da abertura da Olimpíada de Inverno de 2014, sediada no resort russo de Sochi, no Mar Negro. Grupos terroristas ameaçaram atacar durante os jogos.

 

 

Fonte: Redação com informações do G1/ Foto: Maxim Shemetov/Reuters

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS