Trem de passageiros sai dos trilhos no bairro do Bronx, em Nova York deixa quatro mortos e 67 feridos

Um trem de passageiros descarrilou na manhã deste domingo no bairro do Bronx, em Nova York. De acordo com o Corpo de Bombeiros, pelo menos quatro morreram e 67 ficaram feridos – onze pessoas estão em estado crítico. As imagens mostram cinco vagões tombados à margem do Rio Hudson.

A Autoridade de Transporte Metropolitano (MTA, na sigla em inglês) da cidade afirmou que os trens entre as estações Grand Central e Croton Harmon estão suspensos. Por enquanto ainda não foram informadas as causas do descarrilamento do trem, que era composto por sete vagões.

O acidente ocorreu às 7h20 do horário local, pouco menos de 30 minutos antes de o trem chegar à Grand Central Station. O comboio vinha da localidade Poughkeepsie.

Os serviços de emergência da polícia e dos Bombeiros se encontram no local e as primeiras informações indicam que ainda haveria passageiros presos dentro dos vagões. Mergulhadores e embarcações também rastrearam o rio para verificar se algum passageiro tinha caído na água.

Passageiros afirmaram que o trem estava mais rápido que o normal e descarrilou ao entrar na curva.

“Fui para a janela e vi várias pessoas andando pelos trilhos, com muita fumaça saindo do segundo vagão. Contei entre 40 e 50 pessoas tentando sair dos vagões por conta própria”, disse um passageiro que costuma pegar o trem todos os domingos.

O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, foi até o local do acidente para ver de perto a situação.

Como disse em uma entrevista coletiva que vão ser investigadas imediatamente as causas do acidente e que a identidade das vítimas só será divulgada depois que os familiares forem notificados.

O presidente da MTA, Thomas Prendergast, disse que esse é um dos pontos que está sendo investigado e ressaltou que todas as curvas têm um limite de velocidade.

O chefe da polícia de Nova York, Raymond Kelly, explicou que havia inquietação com a possibilidade de algum passageiro ter caído no rio Hudson, mas que a busca com mergulhadores, embarcações, helicópteros e cachorros não encontrou ninguém dentro da água.

Kelly acrescentou que está sendo recolhida toda informação possível para determinar as causas do acidente.

O acidente aconteceu em uma curva muito acentuada e o trem se movia por meio de uma locomotiva em sua parte traseira e não na dianteira, como é o comum, segundo o canal de televisão local NY1.
Algumas testemunhas afirmaram que o trem poderia estar a uma velocidade superior à habitual.

O descarrilamento aconteceu muito perto de onde ocorreu um acidente similar em julho com um trem de carga que não deixou vítimas. A MTA confirmou que a linha entre as estações Grand Central e Croton Harmon está fechada.

Além disso, foi criada uma linha de emergência para os familiares dos passageiros. Este acidente encerra uma longa série de incidentes menores e problemas mecânicos nos trens urbanos da MTA nos últimos meses.  

Fonte: Craig Ruttle/AP

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS