Edvaldo Lima surpreende no plenário e prova a existência do Instituto Bambu

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Ele é polêmico, falastrão, gritalhão, religioso; para alguns homofóbico e nervosinho. Com tantas características peculiares, o Edil Edvaldo Lima (PP) é amado por uns e detestado por outros na Câmara Municipal.

 

A polêmica mais recente envolvendo seu nome, veio com o pedido dos demais edis de que fosse investigada a possível inexistência do Instituto Bambu, instituição indicada por Edvaldo e que recebeu o título como sendo de utilidade pública pelos vereadores da Casa em abril de 2013.

 

Para verificar a denúncia, no dia 12 de março, o presidente nomeou uma comissão composta pelos vereadores Alberto Nery, Eli Ribeiro e Isaías de Diogo, para ir até o local. Ainda durante a sessão, os três retornaram e fizeram um breve relato cada um, contando que encontraram um homem trêmulo, mal de saúde, à beira de um ataque cardíaco devido à situação, pois tinha inclusive sido procurado anteriormente por pessoal da prefeitura, para verificar a existência da instituição.

 

Após um intenso bate-boca entre os vereadores, Edvaldo chamou para si a responsabilidade de atestar a idoneidade e a existência do instituto.

 

Na manhã desta quarta-feira (19), Edvaldo surpreendeu o plenário. Apresentou documentos autenticados que comprovam a existência da entidade e os entregou ao presidente da Casa Justiniano França.      

 

“Não se trata de uma instituição fantasma já que até para a Copa do Mundo ela vai” Afirmou Edvaldo, que disponibilizou também a quebra de seus sigilos telefônico e bancário para que quaisquer dúvidas a respeito de suas declarações sejam apuradas. 

 

 

Fonte: Texto: Alana Nascimento / Foto: Osvaldo Cruz

OUTRAS NOTÍCIAS